Estatuto de Cuidador e Apoio para Cuidadores Familiares

18 Julho, 2016

A criação do Estatuto de Cuidador é urgente e absolutamente necessária. É inquestionável a necessidade de mais suporte e melhores apoios para que possamos viver mais tempo em nossa casa, com os nossos, felizes e com qualidade de vida.

 

Nas resoluções n.º129 e n.º130 publicadas hoje no Diário da República, a Assembleia recomenda ao Governo a criação do estatuto do cuidador e de medidas de apoio a cuidadores. Mais um passo em frente num caminho que se queria mais célere mas que, ainda assim, importa assinalar como boa notícia!

 

A garantia de internamentos temporários para descanso do cuidador, a possibilidade de licenças alargadas e baixa médica prolongada para cuidar, a possibilidade de aplicação de horários de trabalho reduzidos, de jornada contínua ou meia jornada, além do teletrabalho, sem redução da remuneração e, mesmo, a de poderem usufruir de uma formação básica que os capacite e lhes dê segurança, rede e suporte, são apenas algumas das medidas propostas. Todas elas justificadas e, infelizmente, em atraso.

 

Porque a nossa casa, a nossa família, são insubstituíveis.

 

Ligação para o Diário da República: https://dre.pt/application/file/74966693

Ligação para notícia relacionada: https://www.publico.pt/sociedade/noticia/parlamento-quer-apoios-para-cuidadores-informais-direito-a-descanso-e-uma-das-medidas-1738682